Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

10 ERROS FATAIS na sua declaração de IMPOSTO DE RENDA 2018! O leão vai te pegar!

Olá, bem-vindos ao canal EconoMirna.
Hoje falaremos sobre os 10 piores erros que você jamais deve cometer na sua
declaração do imposto de renda. Aguarde. Voltamos a nossa semana da declaração
do IR com o Altair, o contador. Ele vai falar sobre esses 10 erros.
Mas antes… Primeiro quero agradecer a oportunidade
de estar mais uma vez no seu canal e falar para vocês se inscreverem
no meu canal na descrição desse vídeo. youtube.com/AltairAlves se inscreve lá
que vamos conversar bastante. E deixe o like neste vídeo caso você goste
e lembra de compartilhar este vídeo porque é dúvida de muitos brasileiros.
E deixa o like para nós. -Primeiro erro: pensão alimentícia.
-Uma grande dúvida que as pessoas têm é se esse valor é tributado ou não.
É tributado e sujeito ao carnê leão. Vou dar um exemplo, se você recebe pensão
alimentícia em torno de dois mil reais, o valor isento é em torno de R$1.903,00.
Passou esse valor, você é obrigado a pagar o imposto mensalmente. Você recebeu 2.500
reais em pensão alimentícia em janeiro. Você precisa calcular o imposto devido
e pagar no último dia útil de fevereiro. E quando fizer a declaração do IR,
você junta o valor total dos 12 meses. Você já pagou o imposto mensalmente e
só vai declarar isso no imposto de renda. Se você não declarar, corre risco de quem
está te pagando ter a base do imposto reduzido e ele vai querer
declarar que te pagou. Aí a Receita vai cruzar e ver que você
recebeu dinheiro e não declarou o imposto. Vamos ao segundo erro: dependentes.
Tem gente que coloca filho a mais, Altair? No momento do IR nasce filho em todo lugar
mas falando da esposa ou do esposo. Se você o declara como dependente e
a pessoa recebe renda tributada ou isenta, você é obrigado a declarar isso no IR.
O que acontece muito é as pessoas colocarem outras que têm renda como
dependentes e não declaram essa renda. Aí a Receita cruza e coloca você na malha.
Com os filhos também tem muito esse erro. Você coloca seu filho desempregado como
dependente. Ele arruma um emprego, tem um rendimento tributável
e você o coloca como dependente. A Receita cruza e te dá problema porque
você tem que declarar o rendimento dele. Então, terá vezes que não será vantajoso
colocar a esposa ou filho como dependente na declaração do IR. Fique atento a isso.
-Terceiro erro: planos de saúde. Como é? Já tem um tempo que a Receita cruza
as informações com a declaração dmed, que os planos de saúde enviam para
a Receita Federal. Você tem que organizar. Se você tem um plano familiar,você tem que
separar por cpf os valores gastos no plano com cada pessoa. Você não pode colocar
só que gastou 20 mil de plano de saúde. Porque sua esposa e filho
não são mais dependentes. Você lança sua parte na declaração do IR
e dá o valor para seu filho e sua esposa declararem no cpf deles essa despesa.
É um erro bem comum. A Receita Federal coloca muita gente na
malha fina porque declararam errado. Quarto erro: imposto sobre o 13º salário.
Como isso funciona, Altair? A tributação do 13º salário é exclusiva
e não é lançada com o valor tributado. Tanto o valor ganho quanto o imposto
retido não podem ser acumulados e vai compensar junto com suas despesas
ou voltará para você esse valor retido se você tiver despesas suficientes
para compensar esse imposto. O 13º tem um campo separado em tributação
exclusiva onde você lança o imposto retido e o valor do 13º que não se compara
com o valor tributável. Ótimo. Quinto erro: Não declarar o valor
que você ganha com aluguéis. Esse é um ponto importante porque
muitas pessoas confundem isso. Quem paga o aluguel declara no IR só
o valor pago, mas isso não deduz nada e nem te beneficia. Só cria contrapartida
para a pessoa que recebeu o aluguel que, acima de R$1.903,98, é obrigado
a pagar o imposto de renda. Por exemplo, se recebo aluguel de 3 mil
reais por mês da Mirna, eu sou obrigado a fazer o carnê leão, calcular o imposto
sobre isso e recolher no mês seguinte. Um grande erro são as pessoas
que recebem aluguel e não declaram isso. A fonte pagadora vai declarar que pagou
e você que recebeu é obrigado também. Lógico que se a pessoa que recebeu não
declarar nada e nem você, ninguém sabe. Mas se a pessoa declarar, você é obrigado
a declarar também e pagar o IR. Lembrando que isso não é no ajuste anual.
Agora você só fala o que fez no ano 2017. O pagamento do imposto
é para ser feito mensalmente. Ótimo saber disso. Sexto erro: despesas
médicas. Arranjam médico do além, Altair? Existe médico até de Marte com cpf
lançado em declarações. Tem uma responsabilidade muito grande
em cima disso porque, até um tempo atrás, eu via declarações com cpf de médicos
que não teve nada no ano, só no anterior, e repetiram o valor para poder abater
o imposto e restituir um valor maior. Só que hoje,todos os médicos são obrigados
a colocar o cpf de cada pessoa consultada. Ou seja, para fazer a declaração dele,
ele é obrigado a colocar seu cpf. E a Receita Federal cruza isso. Se você
coloca 10 mil de despesa médica num cpf ou cnpj, que é a mesma coisa…Se declara
algo que não cruza com nenhuma das fontes de pessoa física ou jurídica,provavelmente
você terá problemas com a Receita Federal. -Fazer o certo sai sempre mais barato.
-Sem dúvida. -Sétimo erro: prêmios da loteria.
-Não só loteria, mas prêmios do governo como nota fiscal paulista, carioca, etc,
você é obrigado a declarar em redimentos. A fonte pagadora declara para a Receita
e vai cruzar e te dar problemas. Então, fique atento a isso.
Veja como declarar os prêmios que ganhar. Uns são tributáveis e outros isentos.
Se oriente com seu contador e peça ajuda. Altair, aquele cpf na nota do ES que
coloquei e reembolsei parte do valor, eu tenho que declarar isso?
-Você tem que declarar. Não sabia. Nunca tinha declarado antes.
Oitavo erro: deduções. O que tem a falar? Tem gente que quer deduzir até o cachorro
para economizar imposto. É uma tristeza. Sabemos que têm muitos erros em lançamento
que passavam e agora está mais difícil. Uma delas é declarar medicamento,
que não é dedutível. Desculpa te interromper , mas as despesas
médicas de estética também não entra? Também não entra. Precisa avaliar caso
a caso. Dependendo da situação, pode ser. A maioria de estética não. Quero falar
em relação a outras despesas. Material de escritório, escolar; cursos
de inglês, cursos não registrados pelo MEC também não pode deduzir. Muita gente lança
curso de informática, inglês, outro cursos principalmente online e querem deduzir
isso, mas não pode. Isso é um erro grave de lançar coisas que não são dedutíveis
porque se a Receita descobre,ela te cobra. Vamos para o nono erro: autônomos que não
pagam IR e INSS. Conta para nós, Altair. Isso é muito grave. A Receita Federal
fez dois cruzamentos importantes em 2 anos que foi a obrigatoriedade do carnê leão,
do pagamento do imposto mensal e da contribuição previdênciária sobre a
renda declarada. Explicarei como funciona. Quando você trabalha autônomo
você recebe de pessoa física. Todo rendimento recebido de pessoa física
e do exterior é sujeito ao carnê leão. O que é isso? Um programa da Receita
Federal onde você coloca tudo que ganhou naquele mês e ele calcula
o imposto que você deve pagar. A pessoa recebe 5 mil no mês de janeiro,
coloca no programa e vê que tem 250 reais de imposto a pagar. Já emite o DARF
e você faz esse recolhimento. Outra coisa: a contribuição previdenciária
é obrigatória para o autônomo. Se você fala que ganhou 5 mil reais na sua
declaração de PF e não coloca o INSS pago sobre esse valor, a Receita cruza
e cobra esse INSS de você. -E quem entra como autônomo?
-Toda pessoa física que presta serviço e não é MEI, não tem pessoa jurídica,
mas realiza trabalho para PF ou PJ em nome da própria pessoa física.
Esse é o autônomo. Décimo erro: achar que por ter pouco
a declarar o leão não vai te pegar. É uma preocupação grande. Vejo pessoas
falando que são peixe pequeno e tem tubarões sonegando
e a Receita não vai pegar elas. É um erro grave porque a Receita Federal
faz avaliação via sistema. São cruzamentos de fontes que em algum
caso ela pode ver que deixou de declarar um redimento que a pessoa que te pagou
declarou.Pode pegar informações bancárias, porque com a refinanceira,
eles também estão cruzando o banco e ver que você teve um grande volume de
transação bancária e não declarou nada. Então, têm fontes que ele pode cruzar
e te pegar e isso tudo é automático. Ele só vai escolher o tempo que vai
te pegar. Um detalhe… -Como é a multa desse negócio?
-A multa pode chegar até 250% do valor devido de imposto.
Mas eu estava conversando com a Mirna que a Receita Federal está pegando
uma parcela de pessoas com problemas, notifica essas pessoas e elas vão na
Receita Federal pagar o que devem. Por que a Receita não notifica todos duma
vez? Porque ela não tem braço para isso. Ela está investindo muito em sistema
para que esses cruzamentos e cobranças sejam feitos automáticos pra que ela possa
processar sem a presença do contribuinte. Ela usa isso como uma
estratégia de marketing. Quando pega 200 mil contribuintes “no pulo
do gato” e mostra isso publicamente para que as pessoas que estejam na
mesma situação possam se regularizar antes que a Receita Federal
faça uma nova autuação. É melhor fazer o certo para
não pagar multa e juros. -E não esquentar a cabeça com isso.
-Espero que esse vídeo tenha ajudado a tirar as suas dúvidas. Muito obrigado
pela presença. Eu sei o que ele vai falar. Não é para se inscrever no meu canal.
Ela que está se adiantando. Quero falar se você tiver alguma dúvida
que pode deixar aqui nos comentários. -O Altair vai responder.
-Se eu não responder, a Mirna responde. -Com certeza. E passem no canal do Altair.
-É isso aí. Se inscrevam no meu canal. Tenho vários vídeos ajudando
empreendedores pessoas físicas. Deixa o like para nós. Um beijo para
cada um de vocês e até o próximo vídeo.



Deixe aqui seu comentário ou uma sugestão!